Construtech Ventures: investimento milionário em startup portuguesa de gestão de infraestrutura

Voce está em :Home-Negócios, StartupSC-Construtech Ventures: investimento milionário em startup portuguesa de gestão de infraestrutura

Construtech Ventures: investimento milionário em startup portuguesa de gestão de infraestrutura

Venture builder de Florianópolis é agora sócia da Infraspeak, que recebeu uma rodada de €​ 1,6 milhão de investidores dos EUA, Reino Unido, Polônia e Portugal

Venture builder de Florianópolis é agora sócia da Infraspeak, que recebeu uma rodada de €​ 1,6 milhão de investidores dos EUA, Reino Unido, Polônia e Portugal


​A
Construtech Ventures,​ primeiro venture builder do mundo focado na cadeia de construção e mercado imobiliário e com sede em Florianópolis, anunicou nesta semana seu primeiro investimento em uma startup de fora do Brasil. O portfólio de construtechs terá agora a portuguesa ​Infraspeak​, que desenvolve soluções inovadoras para gestão de infraestruturas. O aporte de €​ 1,6 milhão (cerca de R$ 7 milhões) foi realizado em uma rodada que teve ainda a participação dos fundos Firstminute Capital (Reino Unido) e Innovation Nest (Polônia), da aceleradora 500 Startups (Estados Unidos) e da gestora de fundos de risco Caixa Capital (Portugal). A Caixa Capital e 500 Startups já eram investidores da Infraspeak e agora reforçaram sua participação.

A Infraspeak desenvolve uma plataforma que dá eficiência à manutenção de edifícios e máquinas. Um software em nuvem conecta todos os setores responsáveis pelos serviços, agilizando a comunicação e eliminando a necessidade de gastos com papel. Técnicos usam um aplicativo da Infraspeak para consultar a agenda de trabalho, ter acesso a documentações, evitar deslocamentos desnecessários e tirar dúvidas com gestores, clientes e outros profissionais. Com essa solução, a Infraspeak cresceu mais de 200% em 2017, e conquistou clientes em 6 países.

LEIA TAMBÉM: CONSTRUTECH VENTURES PROCURA STARTUPS PARA INOVAR NO MERCADO IMOBILIÁRIO E DE CONSTRUÇÃO

“A Infraspeak acrescenta inteligência a processos que geralmente são feitos de forma muito burocrática, e com pouca gestão da informação”​, diz ​Bruno Loreto, head do Construtech Ventures​. ​”Este passo internacional nos coloca em contato direto com o que há de mais inovador no mundo nesta área, e pode multiplicar a produtividade que nossas outras startups já geram aqui no Brasil”.​ Além da Infraspeak, a Construtech Ventures tem hoje um portfólio com dezenas de startups em Florianópolis, São Paulo e Recife, que acrescentam tecnologia ao canteiro de obras, à venda e ao aluguel de imóveis e terrenos, e ainda a reparos e reformas.

Este passo internacional nos coloca em contato direto com o que há de mais inovador no mundo nesta área”, destaca Bruno Loreto, head do Construtech Ventures / Foto: Divulgação

A Infraspeak foi fundada em 2015 e já processou mais de 7 milhões de tarefas de manutenção. A startup pretende usar os novos investimentos para expandir as operações no Reino Unido, na Espanha e na França. “Após três anos focados no desenvolvimento do produto, na aquisição de clientes de referência e na criação de uma equipe da qual nos orgulhamos, chegou o momento de ambicionar novos voos. Fomos atrás dos parceiros certos para levar a Infraspeak para mais mercados internacionais e não podíamos estar mais orgulhosos de ter alguns dos melhores investidores do mundo a nos apoiar neste projeto”, afirma o luso-brasileiro Felipe Ávila da Costa, cofundador e CEO da Infraspeak nascido em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

O crescimento da plataforma é uma prioridade da Infraspeak. E para isso a startup tem realizado iniciativas como a Everything Works Tour 2018, uma turnê por sete cidades de quatro países (Portugal, Reino Unido, Espanha e Brasil) para promover a discussão de temas relevantes entre profissionais de manutenção e operações. No Brasil, o encontro acontecerá em Florianópolis, no dia 12 de dezembro.