Gestores de coworking versus Covid-19: o que fazer quando o espaço físico está fechado?

Voce está em :Home-Negócios, Opinião-Gestores de coworking versus Covid-19: o que fazer quando o espaço físico está fechado?

Gestores de coworking versus Covid-19: o que fazer quando o espaço físico está fechado?

Entre as sugestões estão a criação de comunidades virtuais de práticas, calendário de eventos online e uma governança de trabalho remoto.

Entre as sugestões estão a criação de comunidades virtuais de práticas, calendário de eventos online e uma governança de trabalho remoto. / Foto: Coworker.com


[FLORIANÓPOLIS, 19.03.2020]
Por Geraldo Campos*

Com a covid-19 e as restrições de contato humano, a necessidade de isolamento e o fechamento dos espaços de coworking, os gestores deste ambientes de trabalho estão preocupados com a segurança de seus coworkers, mas também estão preocupados com a sustentabilidade de seus negócios a curto e médio prazo. 

Em dezembro de 2019 realizei a defesa da tese de meu doutorado sobre Compartilhamento do Conhecimento em coworking spaces. O estudo se pauta na criação de um modelo de compartilhamento do conhecimento para ser aplicado por gestores de coworking, e tem como pano de fundo o entendimento de que estes ambientes de trabalho não são apenas espaços físicos, mas que podem constituírem-se em ambientes de geração, disseminação, preservação e compartilhamento do conhecimento, por meio dos valores previstos pelos coworkings (flexibilidade, compartilhamento, a colaboração, a inovação aberta e a interação). 

A pesquisa apresentou algumas aprendizagens que podem ser aplicadas por gestores de coworking spaces neste momento onde estes ambientes de trabalho estão fechados. 

– Que o gestor é considerado um conector, que possibilita a interação entre os coworkers;  

– Que o ambiente físico presencial é apenas uma possibilidade de ambiente de interação;

– Que a colocalização física no ambiente de trabalho não representa interação efetiva dos coworkers;

– Que os ambientes virtuais são ambientes de interação eficazes no rápido compartilhamento do conhecimento;

– Que as modalidades de espaços físicos interferem na interação presencial, mas não interferem na interação on line; e que os conhecimento compartilhados baseados nas interações ao acaso podem gerar novos conhecimentos, que podem solucionar problemas ou gerar novas oportunidades;

Desta forma, se você é um gestor de espaços de coworking, em nossa visão você deve seguir algumas medidas para minimizar os impactos da crise do covid-19: 

– Acompanhe as informações oficiais sobre as medidas de segurança e de prevenção da disseminação do Coronavírus e da covid-19;

– Mantenha seus colaboradores e coworkers em segurança, baseado no distanciamento e isolamento social;

– Se o seu coworking participa de uma rede, crie um plano com direcionadores para toda as unidades e com os espaços defina os direcionadores para a atuação baseada nas determinações locais;

– Crie uma governança de trabalho remoto junto aos seus colaboradores. Para que possam de casa continuar as atividades junto aos coworkers e ecossistemas;

– Crie estratégias para a atuação dos gestores de comunidades. Eles serão fundamentais neste momento onde todos trabalharam em modelo home office.

“Estes ambientes de trabalho não são apenas espaços físicos. Podem constituírem-se em ambientes de geração, disseminação, preservação e compartilhamento do conhecimento”, diz o professor Geraldo Campos. / Foto: Impact Hub Floripa/Divulgação

Estratégias como: 

– Criação de grupos on line de diálogos (whatsapp, messenger; telegram, etc);

– Transfira os eventos presenciais para eventos on line (neste momento de isolamento é importante o contato entre os coworkers mesmo que on line)

– Crie Comunidades Virtuais de Práticas para que os coworkers possam trocas experiências de como estão enfrentando a crise, e assim, possam observar que todos possuem dificuldades e soluções para os problemas atuais;

– Mantenha contato com os coworkers diariamente (como um boletim diário) dando informações positivas sobre o que esta acontecendo na sua cidade e das suas ações para colaborar com o ecossistema e com a empresa de seu coworker;

– Crie um calendário de atividades on-line, pois quem não está acostumado a trabalhar em casa neste momento se sentirá perdido em sua rotina;

– Ative seus mentores e parceiros de negócios para ofertarem mentorias on-line visando ao desenvolvimento de estratégias para os seus coworkers enfrentarem a crise; 

– Fale sobre organização financeira e contingenciamento de recursos. isto será importante na hora do isolamento e distanciamento social;

– Mantenha o seu propósito: aquele discurso que você faz quando apresenta o seu coworking deve se fortalecer mais do que nunca. 

Se você fala de compartilhamento, de colaboração, de ambientes de trabalho felizes, acolhedores, de inovação, compartilhamento do conhecimento, de networking, de geração de novos negócios, agora é a hora de continuar fazendo isto on line e demonstrar aos seus coworkers mesmo a distância que você mantém seu posicionamento. 

Esteja próximo mesmo estando longe!

* Geraldo Campos é Consultor e Professor de Inovação e Empreendedorismo, doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento. Artigo originalmente publicado no LinkedIn Pulse, com edição do SC Inova.