Crescem os serviços de computação em nuvem no Brasil

Voce está em :Home-Opinião-Crescem os serviços de computação em nuvem no Brasil

Crescem os serviços de computação em nuvem no Brasil

Por Aldo Mees*


Em 2018 o Brasil alcançou a
18ª posição no ranking de desempenho global na computação em nuvem. Dois anos antes o País estava em 22º lugar na lista. Dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) indicam que até 2021 o setor deve crescer 27% ao ano no País. Em comparação com o crescimento do PIB, que esse ano deve ficar abaixo de 1%, o número chama a atenção.

Esse desempenho não é fruto do acaso. A computação em nuvem (cloud computing) já é realidade na vida de milhões de pessoas e tem benefícios mais que conhecidos. Pense, por exemplo, na agilidade garantida pelo uso das ferramentas de acesso remoto a planilhas, editores de texto, espaços de armazenamento de arquivos, entre outros sistemas.

O movimento em direção à computação em nuvem começou pelo setor privado – onde avança de forma acelerada. Mas também os serviços públicos se beneficiam da tecnologia. Em 2018, cerca de 30% das instituições das diversas instâncias de governo no país já utilizavam a nuvem. A popularização do conceito de smart cities deve fazer esse percentual crescer nos próximos anos.

Em um mundo cada vez mais digital, ter a possibilidade de agendar consultas em postos de saúde, automatizar processos, melhorar a eficiência na gestão de recursos humanos e financeiros, e dar transparência à gestão são diferenciais importantes. De um portal de autoatendimento, por exemplo, é possível fazer reclamações, denúncias e informar sobre problemas nas ruas, equipamentos públicos e até agendar e acompanhar consultas médicas.

A eficiência econômica também pesa a favor da computação em nuvem, que não exige investimentos em infraestrutura de servidores, hardware, cabos, bancos de dados e manutenção de equipamentos. Armazenados na nuvem, não em estruturas físicas, os dados permanecem em segurança mesmo quando da ocorrência de catástrofes naturais, como enchentes.

Ao mesmo tempo, as informações estão disponíveis para acesso a qualquer momento, pela internet ou no smartphone, pelos cidadãos, os maiores interessados em utilizar dos serviços públicos. Eficiência, agilidade, segurança, comodidade. Os benefícios da nuvem são variados – e a expansão dos serviços baseados nessa tecnologia é caminho sem volta.

 

*Aldo Mess é empresário e presidente da IPM Sistemas