Bairro Monte Cristo, uma das regiões mais carentes de Florianópolis, terá pré-incubadora

Voce está em :Home-Sociedade-Bairro Monte Cristo, uma das regiões mais carentes de Florianópolis, terá pré-incubadora

Bairro Monte Cristo, uma das regiões mais carentes de Florianópolis, terá pré-incubadora

Projeto inédito é resultado de parceria entre Cocreation Lab, CEDEP e Sebrae. Metodologia será adaptada para a realidade da comunidade – inscrições de projetos empreendedores estão abertas até 23.10.

Projeto inédito é resultado de parceria entre Cocreation Lab, CEDEP e Sebrae. Metodologia será adaptada para a realidade da comunidade – inscrições de projetos empreendedores estão abertas até 23.10. Foto: Margaux Hildebrandt


[FLORIANÓPOLIS, 24.09.2020]
Redação SC Inova, com informações da Assessoria de Imprensa

O bairro Monte Cristo, que já esteve no topo da lista das localidades com mais mortes violentas (2017) e também é um dos mais pobres de Florianópolis, terá a partir de agora uma pré-incubadora para estimular os microempreendedores locais e auxiliar no desenvolvimento da comunidade. A ação é uma parceria entre o Cocreation Lab, o Centro de Educação Popular (Cedep) e o Sebrae/SC

As inscrições estão abertas até o dia 23 de outubro e o início das atividades está previsto para 15 de novembro. Durante o período de inscrições, serão realizados eventos na comunidade para explicar o que é o projeto e incentivar as pessoas a participarem. 

A região destoa dos índices de desenvolvimento da capital catarinense. Enquanto a cidade tem o terceiro melhor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), com 0,847, e renda média de 4,8 salários mínimos entre trabalhadores formais (IBGE), no Monte Cristo, o IDHM é de 0,763 e a renda de 77% dos domicílios é de até 2 salários mínimos. 

“É construir o empreendedorismo a partir de uma relação com a comunidade, e ao mesmo tempo construir possibilidades de emancipação do território pelo caminho do trabalho. E o trabalho se constrói coletivamente, quando se produz, se vende e se consome ali dentro. Isso cria um caminho de sustentabilidade para o território”, ressalta o padre Vilson Groh, responsável pela criação do CEDEP em 1987.

Em relação à escolaridade da população, uma porção pequena (6,27%) tem o ensino superior completo – uma proporção baixa em comparação com o município, onde 31,47% da população tem ensino superior completo, segundo o Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil (2013).

Em função destas particularidades, a metodologia do Cocreation Lab Monte Cristo será adaptada à realidade de um público que, muitas vezes, empreende por necessidade, mas que pode explorar a inovação como possibilidade de melhoria das condições de vida. 

“Essas dificuldades fortalecem, muitas vezes, a criatividade. Para nós, é a realização completa da atividade de extensão que propusemos há cinco anos e que baixou os muros da universidade para essa comunidade”, comenta o professor da UFSC e fundador do Cocreation Lab Luiz Salomão Ribas Gomez. Neste mês, a pré-incubadora – que está presente em 16 cidades catarinenses – inaugurou nova unidade em Biguaçu, na Grande Florianópolis.

O projeto caminha junto a outras ações de desenvolvimento territorial realizadas pelo CEDEP recentemente, com apoio de entidades como o Sebrae, como a Caderneta Social, que dá mais autonomia e protagonismo aos moradores do que a distribuição de cestas básicas: as famílias recebem um vale-compra para usar no comércio local.

“Há muita potência criativa. A comunidade tem isso latente, um desejo muito grande de aprender e crescer. Nesse momento de pandemia, por exemplo, muitas famílias estão se desdobrando, criando novas estratégias. É um empreendedorismo conectado com o presente, que quer ver o dinheiro rodar pois a necessidade é uma motivação para o desenvolvimento de novos saberes”, comenta o educador social Cayo Louram Zahlouth Pedroso

O Cocreation Lab Monte Cristo será nas instalações do CEDEP. O edital está disponível no site da pré-incubadora


LEIA TAMBÉM: