CDL Tech: projeto quer conectar varejo ao ecossistema de inovação de Florianópolis

Voce está em :Home-Negócios-CDL Tech: projeto quer conectar varejo ao ecossistema de inovação de Florianópolis

CDL Tech: projeto quer conectar varejo ao ecossistema de inovação de Florianópolis

Hub inaugurado nesta segunda (02.03), na Capital, envolve espaço de coworking, plataforma de ensino e programas para seleção e aceleração de startups.


Notice: Undefined index: file in /home/u248757211/public_html/principal/wp-includes/media.php on line 1658

Hub inaugurado nesta segunda (02.03), na Capital, envolve espaço de coworking, plataforma de ensino e programas para seleção e aceleração de startups. Foto: Fabrício Rodrigues / SC Inova


[FLORIANÓPOLIS, 03.03.2020]
Redação SC Inova / Fabrício Umpierres Rodrigues, scinova@scinova.com.br 

Uma das mais tradicionais entidades empresariais da Capital catarinense, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Florianópolis inaugurou nesta segunda-feira (02.03) um hub de inovação com o propósito de estimular novos projetos empreendedores para o setor de varejo e serviços da cidade e, ao mesmo tempo, se conectar com o crescente ecossistema de tecnologia local. 

O projeto CDL Tech envolve um espaço de coworking, o programa de educação empreendedora Startup University, além de chamadas para seleção e aceleração de startups com soluções para o mercado do varejo e áreas afins – ocupando a área em que a entidade mantinha um auditório. O programa da CDL será operacionalizado pela 49 Educação, startup que trouxe para Florianópolis um conceito difundido no Vale do Silício de modelo educacional voltado para desenvolver negócios inovadores, da ideia inicial até a validação do protótipo (MVP).

As aulas, que duram 10 semanas, começam nesta terça-feira (03.03) para um grupo de 60 pessoas, que terão além do conteúdo, mentorias para desenvolvimento de projetos e participação especial nas aulas de empreendedores locais – como Daniel Leipnitz, presidente da Acate, e fundadores de startups como Tiago Vailati (Hiper) e Leandro Mattos ( Cognisigns), entre outros. A intenção é que os projetos desenvolvidos no programa possam depois ser apoiados por empresas ligadas à entidade.

“Trata-se de um hub de conhecimento e conexões para transformar o mercado do pequeno e médio varejo, aproximando-o do ambiente de inovação que vem impactando a Nova Economia de Florianópolis. É também uma nova forma de levar educação empreendedora e estimular um mindset para desenvolver soluções e negócios inovadores. Assim como a corrida do ouro impulsionou o desenvolvimento do Oeste dos Estados Unidos e da Califórnia, o varejo local tem uma oportunidade real de descobrir novas riquezas e inovações”, destaca Leandro Pizza, professor e fundador da 49 Educação, que tem o nome inspirado nos “49ers“, os pioneiros que desbravaram a região onde hoje é o Vale do Silício.   

“Percebemos que há um nicho de mercado aberto, que precisamos ajudar a desenvolver. Florianópolis é uma cidade criativa e dinâmica, onde houver ação nesse sentido queremos estar dentro”, ressalta Ernesto Caponi, presidente da CDL de Florianópolis.

O diretor de Inovação da CDL Florianópolis, Marcos Brinhosa, e o presidente Ernesto Caponi: momento de abrir o “ecossistema do varejo” às startups e outras iniciativas de inovação da Capital. / Foto: SC Inova

A entidade, que em 2020 completa 60 anos de atuação, ainda não tinha uma conexão efetiva com o mercado de tecnologia local, que acabou se tornando a principal atividade econômica do município nos últimos anos. Os primeiros passos, porém, começaram há alguns anos: no início de 2018, diversas associações empresariais da Capital (CDL, ACIF, Abrasel, Acate), entidades como o Sebrae/SC e o poder público municipal embarcaram aos Estados Unidos rumo a um projeto que já vinha sido pensado de maneira coletiva. Criar um evento com um propósito semelhante ao do South By Southwest (SXSW), que transforma a cidade texana de Austin na capital mundial da criatividade, inovação, arte e tecnologia – movimentando mais de 300 mil pessoas ao longo de 10 dias no mês de março. 

A ideia passa também por abrir o universo de empresas do varejo às ideias de novos empreendedores e startups – e até fomentar projetos conjuntos

“Florianópolis tem, há vários anos, clareza de seus principais potenciais, e eles envolvem turismo, comércio e tecnologia, que cresceram em função de diversas iniciativas isoladas”, diz Celio Salles, diretor de Relações Públicas e Eventos da CDL Florianópolis. Mas desde esta viagem “todas as entidades ficaram mais próximas e complementares. Vimos outro cenário e a necessidade de colocar esse discurso da inovação em prática”, ressalta Celio. 

Em 2019, o Inova+Ação, principal evento anual organizado pela CDL de Florianópolis, foi o evento que abriu o Floripa Conecta, uma iniciativa inédita que promoveu mais de 60 eventos que impactaram 120 mil pessoas entre os dias 10 e 20 de agosto, considerado o pior mês do ano para o turismo e o comércio na Capital. O Inova+Ação, que chegou à quarta edição em 2019, reuniu mais de 2 mil pessoas. “Encontramos na união das entidades formas de encarar problemas e gerar emprego e renda”, reforça o presidente Caponi.

NO STARTUP SUMMIT, A CONEXÃO QUE ORIGINOU O PROJETO

Depois de conhecer iniciativas de apoio à inovação em outras entidades do setor em São Paulo e Belo Horizonte, diretores da CDL começaram a pensar em maneiras de trazer essas ideias para Florianópolis. “Era um ambiente mais aberto e menos formal, um outro mindset“, lembra Marcos Brinhosa, diretor de Inovação da entidade. 

No Startup Summit 2019, um dos principais eventos de empreendedorismo e ecossistema de inovação do país, ele se conectou o professor Leandro Piazza, que estava voltando de uma período de imersão em educação empreendedora na Universidade de Stanford (Vale do Silício) e implementando o conceito de Startup University no Brasil. “Logo no primeiro contato o Brinhosa percebeu uma oportunidade e a entidade queria de fato fazer uma mudança, que agregasse para o ecossistema como um todo” lembra o professor Leandro Piazza. 

O professor e fundador da 49 Educação, Leandro Piazza, detalha o projeto CDL Tech: “a entidade queria de fato fazer uma mudança, que agregasse para o ecossistema como um todo”. / Foto: SC Inova

“Temos espaço e podemos levar uma forma diferente de capacitação, de cursos, para os associados. Por que não oferecermos cursos de futurismo, sobre tendências e oportunidades de negócios, vendas 4.0, liderança para millenials e multigerações? Algo que converse com o futuro do varejo e nos conecte com o ecossistema de tecnologia e inovação”, resume o diretor da CDL. 

A ideia, portanto, passa também por abrir o universo de empresas do varejo às ideias de novos empreendedores e startups – e até fomentar projetos conjuntos, como destaca Brinhosa: “também queremos que os associados da CDL invistam nas jovens empresas locais, sejam um elo entre as pontas, de forma que quem já está estabelecido possa se reinventar e quem está chegando tenha oportunidades de crescer. Ideias simples que podem gerar uma nova experiência”.

CONFIRA O PROJETO EDITORIAL PRODUZIDO PELO SC INOVA:


LEIA TAMBÉM: