Global Legal Hackathon busca projetos inovadores na área da Justiça

Voce está em :Home-StartupSC-Global Legal Hackathon busca projetos inovadores na área da Justiça

Global Legal Hackathon busca projetos inovadores na área da Justiça

Projeto desenvolvido em Florianópolis em 2018 chegou à final, em Nova Iorque. Segunda edição do evento na Capital tem data marcada para os dias 22, 23 e 24 de fevereiro, na Softplan. Foto: Fernando Willadino / Divulgação

Projeto desenvolvido em Florianópolis em 2018 chegou à final, em Nova Iorque. Segunda edição do evento na Capital tem data marcada para os dias 22, 23 e 24 de fevereiro, na Softplan. Foto: Fernando Willadino / Divulgação

Entre os dias 22 e 24 de fevereiro será realizada mais uma edição da Global Legal Hackathon, considerada a maior maratona de programação voltada para o segmento da Justiça. A proposta da iniciativa é encontrar projetos inovadores para democratizar o acesso ao sistema judiciário, aproximando os cidadãos dos seus direitos de forma mais ágil e rápida. Podem participar profissionais do direito, tecnologia, designers, publicitários, empreendedores, juristas e entusiastas. O evento é global e ocorre simultaneamente em 22 países, em mais de 40 cidades, com a atuação de 5 mil pessoas de todo mundo. Na edição de 2018, um projeto vencedor da etapa realizada na capital catarinense esteve entre os finalistas da final global.

Em Santa Catarina, três cidades irão receber o evento: Jaraguá do Sul, Balneário Camboriú e Florianópolis. Cada uma passa por um processo de seleção com base em critérios como impacto social, relevância, dentre outros. As cidades são responsáveis por organizar suas competições através de organizações públicas e privadas que sediam a maratona. A Softplan, uma das principais desenvolvedoras de software para gestão do país, será a sede da atividade na capital, cuja expectativa é reunir cerca de 150 pessoas.

Mentores e especialistas de diversas áreas, além do Direito e Tecnologia, auxiliam os participantes que trabalham em equipe para mapear os desafios da Justiça e pensar em soluções para o setor. Nos três dias de maratona, eles terão mais de 50 horas para se dedicar às ideias. Cada equipe submete sua proposta a uma banca julgadora. Os vencedores vão receber uma premiação em dinheiro e ter a oportunidade de participar da etapa mundial do evento. As semifinais estão previstas para ocorrer em 15 de março.

Quatorze times finalistas serão anunciados dez dias depois, em 25 de março. Os grandes vencedores serão revelados na premiação global, em 4 de maio, na cidade de Nova Iorque (EUA), momento em que serão apresentadas as 4 equipes com projetos de maior destaque. “É um evento que tem tudo a ver com o espírito inovador e criativo de Florianópolis”, afirma Marcos Florão, diretor de inovação da Softplan.

Interessados poderão se inscrever e obter informações sobre a edição do Hackathon de Florianópolis pelo site www.softplan.com.br/global-legal-hackathon-2019/. A participação é gratuita.

Conheça o projeto vencedor em 2018

Uma solução para apenados se apresentarem à Justiça por um aplicativo de celular foi a vencedora da etapa Florianópolis na primeira edição do Global Legal Hackathon, no ano passado. Na ocasião, cerca de 150 profissionais das áreas do direito, tecnologia, design e negócios, foram divididos em dez equipes para desenvolver aplicações e tornar o acesso à Justiça mais acessível, ágil, célere e democrático. O time vencedor foi composto por oito profissionais — designers, programadores e analistas de negócios — que desenvolveram o Apresente-se, solução para que apenados em medidas restritivas possam se apresentar regularmente à Justiça por meio de um aplicativo de celular, de forma remota, com segurança e agilidade.

Com um dispositivo móvel com acesso à internet, o apenado pode se apresentar à Justiça submetendo a gravação de um vídeo no aplicativo, que registra a localização exata por georreferenciamento, reconhece a voz e imagem, dispensando o deslocamento. O Tribunal recebe as informações, registra no banco de dados e confere as informações de forma remota, com eficiência operacional, economia de recursos e tendo a tecnologia como aliada.

O Global Legal Hackathon é uma iniciativa da Global Legal Blockchain Consortium, Wolters Kluwer, Orrick e Integra. No Brasil, a maratona conta com o apoio da Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L). Em Santa Catarina, além da Softplan, também apoia a iniciativa a OAB/SC, empresas e entidades regionais ligadas a vários segmentos.

Serviço:

Global Legal Hackathon #GLH2019 — edição Florianópolis
Quando: 22 a 24 de fevereiro de 2019
Onde: Softplan (Sapiens Parque – Av. Luiz Boiteux Piazza, 1302 – lote 87/89 – Cachoeira do Bom Jesus, Florianópolis/SC)
Inscrições e informações: www.softplan.com.br/global-legal-hackathon-2019/