BRDE Inova: volume de financiamentos contratados para projetos de inovação em SC pode dobrar em 2018

Voce está em :Home-Negócios-BRDE Inova: volume de financiamentos contratados para projetos de inovação em SC pode dobrar em 2018

BRDE Inova: volume de financiamentos contratados para projetos de inovação em SC pode dobrar em 2018

Perspectiva é encerrar o ano com cerca de R$ 70 milhões financiados para empresas inovadoras, calcula o superintendente do BRDE Nelson Ronnie dos Santos. Em 2017, volume total foi de R$ 36,8 milhões.

Perspectiva é encerrar o ano com cerca de R$ 70 milhões financiados para empresas inovadoras, calcula o superintendente do BRDE Nelson Ronnie dos Santos. Em 2017, volume total foi de R$ 36,8 milhões.

 

Programa dedicado ao financiamento de projetos e empresas inovadoras na região Sul, o BRDE Inova, gerenciado pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, registrou entre janeiro e outubro de 2018 um aumento de quase 50% nos financiamentos contratados em Santa Catarina na comparação com todo o ano de 2017.

Nos últimos dez meses, os contratos feitos pelo programa somaram R$ 54,3 milhões, ante R$ 36,8 milhões registrados no ano passado. Segundo o superintendente do BRDE, Nelson Ronnie dos Santos, “a perspectiva é de encerramos o ano com um volume entre R$ 70 e R$ 80 milhões em Santa Catarina”. Isso representa parte significativa do total de crédito contratado pelo banco para toda a região Sul neste ano, que foi de R$ 128 milhões. O desempenho catarinense superou em 10% a meta do banco para o ano, reforça o superintendente.

Volume de recursos financiados via BRDE Inova desde 2013. Do total de R$ 604 milhões, 46% foram em SC.

O resultado de 2018 mostra uma recuperação frente aos últimos anos, embora ainda esteja abaixo do volume financiado pré-crise econômica: em 2014, foram R$ 154,9 milhões. Ao longo do triênio seguinte, os resultados caíram ano a ano (ver gráfico).

LEIA TAMBÉM: BRDE lidera repasses da Finep para inovação em 2017

“Ao longo do tempo percebemos uma mudança no perfil das empresas”, ressalta Santos, “passando pelas pequenas empresas do setor de software, que marcaram o início do programa, para as empresas médias do setor industrial. Elas buscam maior eficiência em processos e aumento de competitividade, muitas vezes desenvolvendo produtos que substituem importações”.

Criado em 2013, o BRDE Inova disponibilizou desde então um total de R$ 604 milhões para financiamento de projetos e empresas – desse total, R$ 278 milhões (46%) foram em Santa Catarina. Pelo programa, é possível financiar projetos inovadores em produto, processo ou modelo de negócio (Inovacred), empresas com histórico inovador (MPME Inovadora) ou investimento direto em startups, via fundo Criatec 3. Todos os recursos financiados neste ano pelo BRDE foram por meio do Inovacred.

Reportagem: Fabrício Rodrigues, scinova@scinova.com.br